Primeira Turma – “Aprendendo a Reaprender” no Instituto Thadeu José de Moraes em Suzano

 


Olá meus amigos, passei para deixar um pouco do meu serviço social.

Como sabem venho acompanhando a evolução do comportamento humano não só pela web, mas também fazendo parte em alguns grupos em instituições de ensino, e sempre tentando de alguma forma me desenvolver com ser humano e no que podemos aprender com o passado e poder criar um futuro melhor, e o que falo para algumas pessoas, não precisamos morrer para chegar no paraíso, podemos tentar construir ele aqui na terra onde pisamos.

Abaixo está o material que escrevi e onde tudo começou.

ser integrado

Hoje sei que um dos fatores que contribuíram para esse meu prazer em estudar a mente, pensamentos e resultados, foi ter meu querido irmão Fabio Luis Biscola por perto, um pessoa muito especial para meu aprendizado. Com o passar do tempo fui entendendo melhor o que realmente me move, o que me faz feliz, que é fazer a melhor entrega possível em tudo, me desafiar a cada momento, como poderei aprender, ensinar e viver feliz com aquele que está ao meu redor onde eu estiver, e fico muito feliz quando descubro que alguém cresceu moralmente e profissionalmente por aquilo que aprendi e ensinei.

E foi em um desses grupos on-line no linkedin um grupo de estudo de desenvolvimento humano o ICF que criei um debate com o tema “Aprendendo a Reaprender”, e para minha surpresa tive o retorno do Brian Urwin da empresa believeinyou, no qual trocamos informações sobre treinamento e que o mesmo vinha desenvolvendo algo à anos na Englaterra com bons resultados, e ao receber o material que está no logo abaixo.

bryanPercebi que poderia criar algo parecido para a nossa cultura aqui no Brasil, e desenvolvi o método Äprendendo a Reaprender”, com o slogan “Condicionamento do Pensamento Correto”.

Gostaria de agradecer o apoio de duas grandes mulheres estudiosas para treinamento, a Silvia Rangel do Instituto Tadeu José de Moares onde estou treinando jovens e da Claudia Riecken da Universidade Quantum que colocou seu laboratório a QuantoLab em apóio a esse treinamento, duas mulheres com garra e dedicação.

Estes são os jovens da primeira aula que estamos treinando para a construção de um mundo melhor!

ITMJ-1aula

Aqui vai a apresentação do AR que a Silvia ajudou a finalizar.

Audio da primeira aula.

E um video de agradecimento.

 

Aos poucos vou passando e mostrando o desenvolvimento desse treinamento, até mais.

Já estamos no final do ano de 2015, e chegamos ao termino do nosso treino, com jovens no ITJM, Foi uma experiência incrível, sempre fui muito motivado para lá, tive a liberdade de criar algo novo, entreguei todo o meu conhecimento para desenvolvermos juntos jogos, treinamos a comunicação, e a vontade de fazer algo. Abaixo um pouco o que vimos ao longo desse 06 meses.

aula em 23/07/15

Na primeira aula vimos como funciona o gerenciamento das emoções geradas através do que vimos e o que fazemos, expliquei o termo MindSetting, ” nossa visão mediante a algum assunto”, e a importância de tentarmos controlar as nossas ações.

Vimos também a evolução e crescimento das diversas culturas ao longo dos anos. Desde o antigo comércio de tecido, passando pelas grandes invenções do século XiX, revolução industrial, criação de eletrônico e a cultura capitalista que vivemos. Tentei mostrar um pouco como foi este crescimento, e explicar como chegamos aos dias atuais com tantas criações feitas para o nosso conforto, e como foram feitas.

Neste aula expliquei um pouco sobre as ferramentas modernas que podemos usar para se comunicar, como email, videos, a importância de termos um canal de comunicação, e como fazer esta comunicação.

Falei da parceria com a Universidade Quantum, onde aplicamos o teste comportamental entre os jovens. Passei também alguns jovens empreendedores que estão fazendo sucesso no Brasil.

Tivemos uma aula onde desenvolvemos dinâmica em grupo simulando uma entrevista, como se eles estivessem adultos e atrás de trabalho, vejam no link da imagem abaixo;

 

A intenção deste exercício foi deixar eles um pouco a vontade em frente a uma câmera ao lado de seus amigos.

Neste dia passei um video para eles assistirem e fazerem um resumo, o filme foi o EU MAIOR. Um bom filme para entendermos um pouco sobre desenvolvimento pessoal.

27/07/15

Neste dia expliquei como funciona o método Aprendendo a Reaprender, no qual temos alguns exercícios de perguntas e respostas, neste dia toda responderam as mesmas perguntas:

  1. Qual a sua maior dor?
  2. Qual é o seu significado?
  3. O que é felicidade?

Tivemos ali boas respostas e percebi a dificuldade de cada um para responder cada pergunta.

Depois apresentei um jogo simples que tinha criado com meu filho, que funciona assim.

Em uma folha de papel fazemos 4 pontos aos centro, e cada participante tem que pegar uma caneta e fazer um caminho sem fazer reta e sem passar em cima do mesmo traço até chegar em algum dos cantos, o resultado tende a ficar assim.

pontos

Um resultado diferente, uma experiência diferente em grupo, lembro que nesse dia até comentei que poderiamos juntos fazer uma exposição de quadros onde as telas seriam pintadas por quatro pessoas, e no final assinariam os quatro participantes, e teríamos uma tela feita rápido e que jamais seria feita igual, tentei passar o poder de criarmos algo inovador, diferente e belo.

Em outra aula passei o valor de escrevermos algo para uma pessoa querida em nossa vida. E pedi para cada um fazer uma carta e entregar para esta pessoa, e na aula seguinte, ouvi bons comentários sobre a experiência vivida.

03/08/15

Neste dia expliquei a importância de fazermos uma pesquisa para obter dados reais para qualquer ação para desenvolver algo que tenha valor. Fizemos um treino no quarteirão, sai com todos eles e nós dividimos em 4 grupos, onde entramos em estabelecimentos comerciais fazendo a pesquisa, com o conteúdo abaixo.

Nós apresentávamos sendo do Instituto e que estaríamos fazendo uma pesquisa sobre turismo da região, perguntado.

” Você poderia nós contar uma rápida e boa história de alguma de alguma cidade que você visitou?”

Neste exercício trabalhei a comunicação com pessoas estranhas. Os comerciantes foram bem atenciosos e responderam prontamente.

05/08/15

Começamos a conversar sobre alguns projetos sociais, e possíveis ações que estaríamos vendo a viabilidade, entre eles foram:

1- Projeto Bike Truck – bicicletas que levariam cultura para o parque, onde teriamos bicicletas de alimentos, guia turistico, livros, saúde, brinquedos, músicas, digital, teatro. Cada bicicleta seria adaptada para uma ação com o visitante, foi uma aula muito boa, lembro que todos participaram muito bem com grandes idéias.

Neste dia levei para eles um projeto que fiz, um porta jóias e um skate de prata, e que estaria ofertando para o mercado, também expliquei cada etapa e como foi feito.

Screen Shot 2015-12-16 at 8.47.53 PM

Depois desenvolvemos um evento para a cidade, trazendo um grupo artístico na praça central “Os Malas da Alegria”, e nas aulas ficamos vendo o que poderíamos fazer para gerar um pouco de renda para este evento. Fizemos lembrancinhas, a padaria da Instituto forneceu alguns pães doces para vendermos no local, criamos uma fã page para divulgarmos, o Ivo Holanda que faz parte deste grupo me enviou alguns banner’s, nós quais conseguimos entregar para algumas Vans divulgarem. E para nossa grande surpresa tivemos um problema técnico, e queimou o som, e o grupo musical não conseguiu fazer a apresentação. Na aula seguinte sabia que iria encontrar os jovens tristes, pois não tivemos uma experiência boa aquele dia. Expliquei para eles que erros acontecem, e quando é um erro técnico que não temos culpa, só nós resta seguir a caminhada.

 

Sabia que de algum forma teria que levar algum conteúdo para motivar os jovens, e naquela semana encontrei este video ” A Visão do Futuro”  de Joel Barker, na época achei o video completo no YouTube, e que posteriormente foi retirado do ar por direito autorais, na imagens abaixo tem o trailer.

Passei este video no laboratório de informática, e antes de passar o video expliquei a importância de fazer um mapa mental de algo que queremos guardar, e abaixo deixo o mapa mental sobre esta obra.

visao

Em outra aula expliquei um pouco as diferenças entre mentalização, oração e meditação, explicando que:

1 – Mentalização, muito parecido com imaginação, criação na mente de algo, voltado para uma ação.

2 – Oração, conexão com algum Deus, ligação com religião, e falamos um pouco sobre algumas religiões.

3 – Meditação, momento para não pensarmos em nada, apenas sentir o corpo, a respiração, e deixar de lado qualquer pensamento.

Neste dia fizemos uma experiência com um corda fina, pedi para fazerem um circulo olhando para fora, perto da parede, e passar a corda pelo corpo na altura da barriga, e seguindo para a outra pessoa formando um teia, e assim que todos estivessem prontos, pedi para darem um passo a frente, e nesse momento pedi para fazerem 1 minutos de silêncio, o que levou uns 5 até eles conseguirem parar de rir. Depois expliquei o porque, e a dificuldade deles ficarem 1 minuto quietos.

Também expliquei um pouco sobre o futuro que nós espera, os riscos que encontraremos, treinamento do foco em fazer algo, como sonhar e realizar, como formar grupos de estudos eficientes, ter sócios, foi um bate papo sobre empreender.

24/-8/15

Neste dia levei uma amiga que é modelo, onde ela contou um pouco a história dela, on jovens puderam fazer qualquer tipo de pergunta profissional de uma modelo, e por fim fizemos algumas fotos, foi um dia muito bom para todos conhecer uma profissional da moda.

Lembro que a Julia Broto, contou como foi desde que entrou neste mercado, como é um dia de trabalho em locação, maquiagens, seções de fotos, cabelo, trocas de roupas, as vezes muito sol. Eu particularmente sei bem como é este trabalhou, na minha empresa já acompanhei alguns ensaios externos de fotos para publicidade, tudo muito corrido, muito focado para tudo dar certo, sempre muito aprendizado de como trabalhar em equipe, onde cada um além de fazer o seu melhor, sempre está disposto a ajudar alguém, são poucas as pessoas que não tem esta atitude, pois ao ver a energia das pessoas ali envolvidas não tem como ficar só olhando quando não tem trabalho.

Na aula seguinte tive um idéia de avaliação para ver se os jovens estavam aprendendo um pouco do conteúdo que estávamos vendo.

Cheguei sem avisar que aquele dia teríamos uma avaliação, com quatro perguntas ara responderem em uns 20 minutos, que foram as seguintes?

  1. Onde está o dinheiro para minha sobrevivência?
  2. Quais comportamentos devo ter para estar em uma eterna evolução?
  3. Comente a importância de conhecer alguém?
  4. Como podemos fazer a diferença na vida de alguma pessoa?

Tivemos cada resposta, uma bem diferente uma da outra, neste momento percebi que ainda faltava muito para entenderem que eles tem que se desafiarem a irem em busca da felicidade, e não somente ganhar tudo na vida, como muitos jovens hoje em dia em todas as classes sociais vivem, ganham, ganham e ganham, tudo. E fiquei feliz pela sinceridade de cada um, pelo menos isso me fez cada dia mais feliz com esta turma, aos poucos fui tendo um sentimento que estava conseguindo cumprir o meu papel ali com eles.

em 14/-0/2015

Fui super empolgado, e como a base do Aprendendo a Reaprender e fazer com que o aluno aprenda com algumas perguntas chaves da vida, perguntas que muitas pessoas passam por esta vida e não se pergunta, talvez nossos pais, ou quem sabe nossos avós, vão vivendo e não se questionam algo simples, e tendo esta visão nesta aula pedi para eles fazerem um pequeno teste de perguntas para um de seus familiares, um exercício para fazer em casa, onde tivemos as seguintes perguntas:

  1. O que é amor?
  2. O que é Deus?
  3. O que é a vida?

Na aula seguinte vieram com as respostas, algum comentaram que em casa ninguém estava querendo responder, e outros conseguiram, e também fiz a rodada de perguntas  entre nós para eles aprenderem um pouco em grupo, eu mesmo respondi assim.

Amor – É um sentimento para unir as pessoas em compaixão.

Deus – Algo que cremos, no qual foi o criador de todas as coisas

Vida – É uma experiência fascinante onde podemos a nós desafiar a todo momento, mediante as nossas escolhas para o bem ou para o mal.

Dependendo do momento de cada pessoa, estas respostas poderão sofrer mudanças, pois cada ser tem a sua verdade, suas crenças e seus valores para cada assunto da vida.

 

Em outra aula, mostrei como funciona uma empresa tradicional, eu que estudei Administração e venho administrando minha empresa digital desde o ano de 2000, mostrei para eles que temos algumas empresas modernas que conseguem administrar tempo, serviços e pessoas um pouco diferente do que ensinam em algumas universidades até hoje, vejam abaixo a arte.empresa

Expliquei com esse modelo de corrente, que em uma empresa que realmente consiga sucesso e crescimento, todos os integrantes precisam saber muito bem como funciona a cultura da empresa, e terem acesso a melhorar tal cultura, pois cada pessoa é um pequeno mundo de razões e reflexões do passado, ou seja, alguns irão defender e aceitar tal cultura, outros terão que aprender a gostar, ou simplesmente serão trocados, como peças de um jogo, pois cada pessoa reage de alguma forma mediante a uma solicitação, para uns é somente mais um trabalho, que poderá ser feito no seu tempo, e de alguma maneira, e para outros, já pensam em como posso dar o meu melhor, como posso ajudar o departamento ao lado, como fazer esta empresa crescer, são sentimentos totalmente diferentes, e naturalmente os resultados também assim o serão.

17/09

Neste dia apresentei um video sobre Moral e Ética, do professor Clovis Barros Filho da IHIRA, conversamos sobre liberdade de escolhas e responsabilidade por estas escolhas.

Neste mesmo dia tivemos uma reunião com a assistente  social do Instituto, onde conversamos sobre alinhamentos de regras, o que acabamos criando as nossas próprias regras.

Acabei explicar melhor para todos o que é o projeto Aprendendo a Reaprender, onde Aprendendo é o passado, e o Reaprender é o eterno futuro, para se aprender sempre ao de bom na vida.

24/09

Neste dia além de explicar um pouco o que é e como se comportar em uma entrevista de emprego, fizemos uma pequeno teatro, simulando uma entrevista, onde um aluno saída da sala, e entraria em uma empresa para uma entrevista de emprego, e outro jovem iria entrevista-lo com algumas perguntas. Percebi como foi bom esta experiência para eles, e que talvez algum dia irão passar por isso de verdade, como eu mesmo já procurei muito emprego em São Paulo, e passei por inúmeras entrevistas.

Também vimos e debatemos em grupo o que é qualidade de vida, algo muito discutido hoje em dia. Expliquei que sem termos uma boa saúde fica difícil obter qualidade de vida, e para isso temos que aprender a se alimentar, a mexer o corpo em uma atividade física, expliquei a importância do gerenciamento do pensamento correto, e a coragem de fazermos algo de novo na vida, para que possamos chegar a uma idade avançada com no mínimo uma certa tranquilidade, e que tudo é muito treino, e aprendizado para o nosso eterno aprendizado.

28/09

Começamos a ver como poderíamos fazer algo para a sociedade, ou seja, quais projetos iramos fazer, e identificamos juntos alguns locais de possíveis ações como na escola do bairro, ou em família.

Definimos que estaríamos fazendo algum projeto com ação cultural e comunitária.

04/09

Antes de começarmos a fazer algum projeto passei para eles como criar um arquivo no computador usando o Word, e a importância deste documento, contando como eram transmitidas as informações dentro de uma empresa antes de teremos os computadores, no qual setores preenchiam em maquina de escrever seus documentos, e entregavam mediante uma livro de protocolo, depois fui contando como as empresas foram se adaptando com a informática, ganhando facilidade e velocidade, além de um controle mais eficaz quando se usa bem o computador em uma empresa.

Vimos também como fazer uma apresentação, usamos um programa online o Prezi, que funciona como o PowerPoint, e tem suas vantagens por estar online.

15/10

Agora que já vimos um pouco como funciona e as vantagens de usarmos um computador para gerenciar e divulgar nosso trabalho, começamos a ver qual seria o projeto que iremos criar para a sociedade.

Para que tudo fosse registrado, e tivesse a participação de todos, expliquei que teriamos que escrever um pouco o que estaríamos fazendo um blog para irmos postando, e que primeiro teríamos que ver alguns pontos importantes, tais como:

O que é?

Quem somos?

Depoimentos, entre outros conteúdos que foram surgindo em nossas conversas.

Levei meu note e criamos juntos o logo que esta abaixo:

ajuda comunitaria

Cada um pintou um pouco, e todos participaram, adorei o resultado.

O primeiro projeto criado foi um mini biblioteca comunitária, onde iríamos fazer com caixa de feira, colocando um pequeno cartaz explicando o que é aquele espaço, e iríamos recolher livros em alguns bairros para colocar na biblioteca.

A principio esta mini biblioteca era para ficar na praça central de Suzano, e outra no parque Max Ferffer, e para isso teríamos que pegar autorização com a prefeitura para usar o espaço público. Tentei várias vezes marcar uma reunião por telefone e não consegui marcar.

22/10

Vimos os resultados do método quantum que fizeram no começo do curso, ficaram surpresos com os resultados, muito próximo do que eles são, expliquei um pouco como funciona o gráfico do resultado, e falei sobre as tendências comportamentais e como melhorar a cada dia.

06/11

Após ter conversado um pouco com a diretora Silvia Rangel, na qual me ajudou com a sugestão para criarmos algo com os jovens, sendo uma apresentação e que seria melhor dividir em dois grupos.

Nesta aula passei para todos que teriam que fazer um trabalho de conclusão de curso, como é feito em um curso superior.

Ajudei a eles escolherem o conteúdo, uns queriam fazer um material sobre as drogas, e consegui aos poucos mostrar a importância de estarem criando algo que os levassem a uma experiência, dei algumas sugestões, e ficou resolvido que seria um conteúdo com os velhinhos, Intercâmbio de Histórias, onde uma equipe estaria falando sobre o passado e outra do futuro, e com o tema brinquedo.

Depois de tentar falar com uns quatro asilos de Suzano em São Paulo, consegui agendar no Enkio, dividimos os jovens em dois grupos, e passei para eles os tópicos que o trabalho teria, e ficamos umas três aulas vendo no laboratório de informática referencias, tirando algumas dúvidas de como fazer.

E dia 10 de dezembro visitamos o asilo, fomos bem atendido pelo administrador Sergio, um senhor que também falava japonês, isso ajudou pois a grande maioria ali era de nacionalidade japonesa, e ele foi traduzindo para eles. No começo mostrei algumas fotos do Instituto, e expliquei como ele atua ajudando as pessoas.

Screen Shot 2015-12-21 at 3.28.39 PM Screen Shot 2015-12-21 at 3.28.45 PMScreen Shot 2015-12-21 at 3.28.52 PM

Abaixo temos o audio, não deixaram tirar fotos no local:

Foi uma experiência muito boa, vi todos os jovens participando, ouvindo e contando pequenas histórias sobre brinquedo.

Abaixo temos algumas fotos dos jovens apresentando o trabalho de conclusão do curso.

Screen Shot 2015-12-21 at 3.58.57 PMScreen Shot 2015-12-21 at 3.59.25 PMScreen Shot 2015-12-21 at 3.58.44 PM

Ao final fiquei muito emocionado, agradecendo a todos por cada dia que passamos juntos, onde ensinei um pouco do que venho estudando, e também aprendi muito.

Que todos possam de alguma forma encontra a felicidade e a paz tão sonhada no trabalho que irão executar.

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s